Fonte
Reportar Erro
OlgaLysloff/Fundação Itaú
Notícias

Abertas as inscrições para Edital de Jornalismo de Educação

Organizado pela Fundação Itaú e Associação de Jornalistas de Educação, edital priorizará pautas relacionadas ao Rio Grande do Sul e impactos da crise climática

O Edital de Jornalismo de Educação, criado em 2019, é um projeto da Jeduca - Associação de Jornalistas de Educação, realizado em parceria com a Fundação Itaú. Nesta 6ª edição, serão oferecidas oito bolsas de R$ 10 mil cada para a produção de  uma grande reportagem ou uma série de reportagens sobre educação pública brasileira.

As inscrições de jornalistas e profissionais de todo o país estão abertas até às 23h59 (horário de Brasília) do dia 20 de julho. Acesse a página oficial do Edital e faça a sua inscrição. As pautas selecionadas serão divulgadas até o dia 5 de setembro e devem ser publicadas até o dia 15 de dezembro de 2024.

Para 4 bolsas, não há indicação de temas. Entretanto, em virtude da tragédia ambiental sem precedentes no Rio Grande do Sul, nesta 6ª edição do Edital, metade das pautas, ou seja, as outras 4, serão escolhidas priorizando três aspectos:
• profissionais e/ou indicação de veículos do Rio Grande do Sul, com pautas sobre os impactos da crise climática local na educação ou sobre qualquer outro tema da educação brasileira;

•profissionais e/ou veículos de qualquer parte do país que tratem do impacto da crise climática na educação no Rio Grande do Sul e ou em outras regiões do Brasil e/ou que discutam educação ambiental;

•pelo menos 2 dessas 4 bolsas devem ser especificamente para profissionais residentes ou que trabalhem/indiquem para publicação em veículos do Rio Grande do Sul. 

“Entendemos que essa é uma forma de apoio aos jornalistas e veículos da região, que passam por um cenário extremamente difícil. Também é uma forma de incentivar pautas sobre impactos na educação da crise climática, um assunto muito atual, cada vez mais relevante e urgente no Brasil e no mundo”, afirma Renata Cafardo, presidente da Jeduca.

O valor da bolsa pode ser usado de acordo com exigências da pauta e para garantir que o profissional possa se dedicar exclusivamente ou parcialmente à reportagem. Os jornalistas podem ainda indicar possíveis despesas adicionais - como deslocamentos, contratação de profissionais adicionais como designers, fotógrafos ou programadores de dados - e solicitar até R$ 2 mil adicionais.

“Nós seguimos apoiando este projeto, inclusive com o aumento do financiamento para a ampliação do número de bolsas e do valor de cada uma delas, por entender e valorizar o trabalho do jornalismo profissional, a sua importância para informar a sociedade, especialmente em momentos tão desafiadores como esse que o Rio Grande do Sul está enfrentando”, afirma Ana de Fátima, gerente de Comunicação Institucional e Estratégica da Fundação Itaú. 

Em 5 edições, desde 2019, o Edital já recebeu 293 projetos de pautas, inscritas por jornalistas de 24 Unidades da Federação (UFs), só não do Acre, Rondônia e Tocantins. As 36 pautas selecionadas eram de 14 UFs: AL, AM, BA, CE, MG, MS, PA, PE, PR, RJ, RR, RS, SE e SP.

1.Quem pode participar?
Jornalistas formados ou profissionais que comprovem exercer a profissão regularmente há pelo menos dois anos, em qualquer área (não é preciso ser especialista em educação). Aqueles que foram contemplados na última edição do Edital não podem se inscrever.

2.Onde a reportagem pode ser publicada?
Veículos impressos, portais, sites, emissoras de rádio ou TV ou plataformas de podcast. Não serão aceitas indicações de blogs ou publicações pessoais.

3.Como fazer a inscrição?
Por meio do site do Jeduca, onde será preciso preencher a ficha de inscrição e anexar os seguintes documentos: currículo, comprovante de atuação jornalística, proposta de pauta e projeto ou roteiro de apuração e carta do veículo indicado sinalizando a intenção de publicação da pauta.  A regra é válida para jornalistas que tenham ou não vínculo com o veículo indicado.

4.Pode ter mais de um profissional envolvido na pauta?
Sim, pode ter até dois. E, neste caso, é preciso mandar as informações (currículo e comprovação de atuação) do segundo profissional envolvido também.

5.Pode inscrever mais de uma pauta?
O mesmo profissional pode inscrever até duas pautas, desde que elas abordem temas diferentes. Neste caso, o profissional deve se inscrever duas vezes no site – sendo uma inscrição referente a cada pauta. 

6.Quantas pautas serão selecionadas e qual o valor das bolsas?
A seleção é feita pela Comissão Julgadora e Editorial do Edital, composta por jornalistas experientes, coordenados pela jornalista Denise Chiarato. A comissão faz o acompanhamento da produção das pautas, sempre respeitando a independência dos profissionais e veículos envolvidos.
 
Oito (8) pautas serão selecionadas. Cada bolsa é de R$ 10 mil, podendo receber um adicional de R$ 2 mil, a depender da pertinência e relevância para a pauta de gastos adicionais. As pautas selecionadas serão divulgadas até o dia 5 de setembro e devem ser publicadas até o dia 15 de dezembro de 2024.

Categoria Estudante
As inscrições para esta categoria, que premia trabalhos de Conclusão de Curso sobre educação ou jornalismo de educação, serão abertas no fim deste ano para formados em 2024, 2023 e 2022. Dúvidas sobre essa categoria podem ser enviadas para contato@jeduca.org.br

 

Compartilhe